Red Bull

Red Bull Absolve Christian Horner de Acusações de Má Conduta

Christian Horner

O principal da equipe da Red Bull, Christian Horner, foi inocentado de má conduta após uma investigação independente sobre acusações feitas por um membro da equipe da Red Bull na Fórmula 1.

Segundo Andrew Benson, Chefe Escritor de F1 da BBC, a investigação, iniciada pela Red Bull GmbH no início de fevereiro, concluiu que as acusações contra Horner eram infundadas.
Em um comunicado emitido na quarta-feira, a Red Bull confirmou que o alegado foi rejeitado e que o reclamante tem o direito de recorrer.

Red Bull: Confiança na Investigação

Pit stop / Red Bull
Pit stop / Red Bull

A Red Bull afirmou estar confiante de que a investigação foi justa, rigorosa e imparcial, mas optou por manter o relatório da investigação confidencial. A empresa destacou que não fará mais comentários sobre o assunto, demonstrando respeito por todas as partes envolvidas.

Horner: Pressão e Expectativas

A pressão para resolver a situação aumentava antes da abertura da temporada de Fórmula 1 de 2024, com a própria F1 pedindo uma resolução o mais rápido possível.
O CEO da Ford, parceira da Red Bull na divisão de motores da F1 a partir de 2026, expressou frustração com o tempo prolongado da investigação e a falta de transparência. A equipe enfrenta altas expectativas após uma temporada dominante em 2023, onde venceu 21 das 22 corridas.

Max Verstappen: Confiança em Horner

O tricampeão mundial Max Verstappen expressou confiança no processo de investigação, mas evitou abordar diretamente se apoiava totalmente Horner. Horner, que lidera a equipe desde 2005, continuará como principal da equipe, com o apoio total dos proprietários da Red Bull.

Agora, com a investigação concluída, a Red Bull busca manter os mais altos padrões de trabalho enquanto se concentra em sua preparação para a nova temporada da Fórmula 1 incluindo o GP de Bahrain, primeira etapa de 2024. A absolvição de Horner permite que ele continue liderando a equipe durante os próximos desafios.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *